sábado, 28 de outubro de 2006

A Teoria de Weber e o meu "eu-professora"!!


Debatendo no fórum com minhas colegas de turma, coloquei que ao ler este texto de Max Weber puder refletir bastante sobre minha própria conduta em sala de aula, e constatar que muitas vezes exerço um dos três tipos de dominação de acordo com a personalidade do meu aluno: posso exercer a dominação carismática para muitos, preciso ter dominação legal para alguns, mas algumas vezes devo ter a dominação tradicional, ainda bem que para poucos! Eu nunca tinha pensado nestes aspectos do meu eu-professora! Mais um ponto positivo para o nosso curso!
Infelizmente, muitas vezes, deparo-me com a situação de utilizar o meu “poder” de professora para dizer a alguns dos meus alunos que “se não terminar o seu trabalho não irá para a pracinha!” Que chato, né!!
Outra situação recente, vivida por mim, creio que exercendo a dominação carismática, foi quando um de meus alunos, seis anos de idade, ia saindo da escola e chamou um coleguinha seu de um palavrão. Abaixei segurando seu rostinho com carinho e, olhando em seus olhos, disse a ele sorrindo: Você é um menino tão lindo, não devia falar palavras tão feias! Acreditem, até hoje ele não falou mais palavrões para seus colegas de turma!
Logo, logo visitarei os blogs de quatro colegas de outros pólos para ler e fazer meus comentários, encerrando assim a atividade 6 da minha interdisciplina preferida!
Ainda tenho também que continuar procurando quem tem a letra igual a minha! Não achei ninguém ainda. E olhem que visitei muitos blogs!!
Um abração!

5 comentários:

prof Aninha disse...

Oi Janete! Gostei muito do seu comentário sobre eu-professora.Como cometemos erros né?

carolinakappel disse...

Oi Neti!
Adoro visitar teu blog.
Ele está cada vez mais lindo. Parabéns.Abraço Carol.

Simone Garcia disse...

Mai uma vez tenho que concordar contigo a respeito dos 3 tipos de dominação eu-professora. E acrescento que muitas vezes autoridade se confunde com autoritarismo. Dominação se confunde com profissionalismo, pois quando somos competentes no que fazemos, automaticamente dominamos pessoas e situações, que por sua vez se confunde com liderança.
Essas contradições fazem parte do ser humano, pois ninguém foge à evolução. Bjs
obs. Gosto muito de ler tuas postagem, me identifico muito com elas. BJs novamente

Stela disse...

Janete, que bom quando podemos ler esses textos e fazermos uma ligação mais que direta ao nosso fazer profissional e também a nossa vida pessoal! Refletimos muito ao fazermos essas descolbertas... Em alguns momentos até ficamos assim meio duvidosos, será que eu faço isso, assim? E não é fácil admitir que faço mesmo!

sonia disse...

Janete, achei bem humorado e inteligente seu post 'A teoria de Weber...' e tomei a iniciativa de inclui-lo como exemplo de tipos de dominação na apostila que organizei para meus alunos de EM. Você poderá vê-la na nossa lista:
http://br.groups.yahoo.com/group/soniajobimfred/
Esteja à vontade para participar e colocar suas idéias, contribuindo para imprimir cada vez mais qualidade ao espaço. Abs, Sonia Jobim